Cidário representa vereadores alagoanos em Brasília e defende direitos dos professores em Alagoas

Para o representante dos servidores de Igreja Nova, a situação dos educadores da cidade deve ser mantida conforme já dito pela prefeita Verônica Dantas (MDB).

O vereador por Igreja Nova, Cidário dos Santos, que também é presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, aceitou o convite do deputado federal JHC para participar de evento em Brasília que discutiu o pagamento dos precatórios aos professores, voltou animado da capital federal e com discurso afiado em defesa dos educadores que pleiteiam os 60% dos precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef/Fundeb).

Na última segunda-feira (11), Cidário participou em Maceió, de uma audiência pública onde a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal) defenderam na sede do Ministério Público Federal (MPF-AL), no Barro Duro, o rateio de 60% dos recursos oriundos de processos judiciais. Contudo, durante a reunião, o MPF se posicionou de forma contrária ao rateio entre os professores. Para o órgão ministerial, os recursos devem ser revertidos à educação pública como um todo.

Para o representante dos servidores de Igreja Nova, a situação dos educadores da cidade deve ser mantida conforme já dito pela prefeita Verônica Dantas (MDB), que já havia garantido aos professores que pagaria os 60% dos precatórios antes do bloqueio dos recursos direcionados a Igreja Nova. “Com a possibilidade dos gestores pagarem até 60% como foi orientado, ficamos tranquilos diante da confiança de que a nossa prefeita Verônica Dantas seguirá na linha do diálogo e da melhor decisão diante da vontade dos servidores da educação”, disse confiante Cidário.